Gestão

Coronavírus (COVID-19): como os salões de beleza podem lidar com o problema

Coronavírus: como os salões de beleza podem lidar com o problema

(19/03/2020) Esse é um texto feito pela Associação Brasileira de Salões de Beleza (ABSB), que fala sobre como esses negócios podem lidar com o coronavírus diante desse momento de pandemia que estamos vivendo. 

José Augusto, presidente da ABSB, também fala um pouco mais sobre o assunto no vídeo abaixo. Assista e aproveite a leitura! Nesse momento, nossa maior arma é a informação.

1. O que é Coronavírus

Coronavírus é uma classe de vírus que provoca doenças com sintomas parecidos com os de uma gripe comum. 

A Covid-19, causada pelo novo coronavírus (chamado de SARS-CoV-2), pode também evoluir para complicações no sistema respiratório, principalmente em pessoas com imunidade comprometida (pela idade avançada ou por doenças preexistentes). 

O meio de transmissão da Covid-19 é o mesmo de outros tipos de gripe: por dispersão de gotículas de saliva através de tosse ou espirro, ou manusear objetos e superfícies contaminadas e depois levar as mãos aos olhos ou à boca. 

Por isso, é essencial manter bons hábitos de higiene, como lavar as mãos. Também é importante manter a calma e só procurar um agente de saúde se houver, além dos sintomas de uma gripe comum, problemas respiratórios e histórico de contato com outras pessoas infectadas pelo novo coronavírus. 

Vacinas ainda estão sendo desenvolvidas, então a prevenção é o método para evitar o contágio. 

2. Cuidados e boas práticas

Os salões de beleza já têm procedimentos estabelecidos para evitar a transmissão de gripe outras doenças (que também servem para evitar o contágio por coronavírus).

No entanto, vale destacar alguns pontos, tanto em relação ao trabalho no estabelecimento, como na relação cotidiana com os clientes.

Instrução à profissionais parceiros e funcionários

Explique a eles que não há razão para alarme. Reforce a importância de seguir os procedimentos de higiene no salão. 

Oriente para que eles se vacinem contra a gripe comum – isso não evita o contágio por Coronavírus, mas diminui os casos de gripe (que podem ser confundidos com Covid-19) e desafoga o sistema de saúde. 

Cumprimento

Não beijar, abraçar ou cumprimentar com as mãos clientes e colegas de trabalho.

Lavar as mãos é um dos itens mais importantes para todos

É importante que antes de qualquer procedimento no cliente o profissional lave suas mãos, e ao fim do procedimento volte a lavá-las novamente. 

Lavar as mãos também no dorso e entre os dedos. Cuide para que todos estejam informados sobre a importância de manter as mãos limpas.

Álcool em gel

Essa é uma outra maneira eficiente de manter as mãos higienizadas e evitar o contágio por contato. Se possível, manter um frasco de álcool gel 70% (o mais recomendado) no salão. Na falta desse produto, fazer a higienização com água e sabão, que tem a mesma eficácia.

Higienizar pentes, escovas e utensílios

Lavar com frequência pentes, escovas e utensílios de corte de cabelos.

Manicures que por ventura não estejam usando luvas por algum motivo, devem  lavar as mãos antes e depois de qualquer procedimento no cliente.

Maquiadores ou qualquer outra atividade com muita proximidade ao rosto do cliente deve ser usado máscara. Normalmente esses profissionais já fazem o uso frequente da máscara para estes procedimentos.

Notícias Falsas

Desde o aparecimento da Covid-19, diversas notícias falsas têm surgido. Algumas delas fazem referência a falsas soluções e remédios caseiros inúteis. Evite passar adiante informações que não vieram de fonte confiável. 

Na dúvida, consulte o canal disponibilizado pelo Ministério da Saúde para combater as chamadas fake news: https://saude.gov.br/fakenews

3. Comunicação é essencial 

Manter clientes, profissionais e funcionários bem informados sobre a doença é vital. Também vale reforçar a comunicação visual do salão, com avisos que indicam como lavar as mãos de modo correto, por exemplo. 

O site do Ministério da Saúde (www.saude.gov.br) traz notícias confiáveis sobre esta e outras doenças, além de materiais que auxiliam no esclarecimento da população. Havendo sintomas de febre ou resfriado, procurar posto médico. 

Muito cuidado para não espalhar o pânico, mas é fundamental seguir os procedimentos recomendados acima. 

www.saloesbrasil.com.br

Apoio: Sindicato dos Profissionais da Beleza

sobre o autor:

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *