A importância do Setembro Amarelo no ambiente de trabalho!

Categorias: Blog, Gestão, Profissionais
A importância do Setembro Amarelo no ambiente de trabalho!

O Setembro Amarelo já chegou e precisamos ressaltar a importância dele!

A campanha trata sobre a prevenção ao suicídio, visando sensibilizar as pessoas e conscientiza-las sobre os sintomas. Saiba que o seu estabelecimento também pode contribuir e muito para esta ação.

Por isso, hoje vamos falar sobre o Setembro Amarelo no ambiente de trabalho e algumas práticas para o seu negócio aplicar.

Vamos nessa?

Boa leitura.

Por que falar sobre o Setembro Amarelo?


Antes de tudo, a data se iniciou com a triste história do Mike Emme, que em 1994 cometeu suicídio aos 17 anos. Os amigos e familiares, infelizmente, não perceberam os sinais do jovem.

Como ele era apaixonado por seu Mustang amarelo, logo depois em seu funeral, as pessoas fizeram cestas e fitas amarelas com a frase: “Se precisar, peça ajuda’’. A ação ganhou força e se espalhou.

Posteriormente, em 2003, a Organização Mundial da Saúde(OMS) declarou o Setembro Amarelo para a prevenção do suicídio. Ainda nos dias de hoje, histórias como a de Mike, ainda se repetem por todo mundo.

Pessoas em sofrimento emocional com ideações suicidas, podem estar ao seu lado ou até mesmo convivendo diariamente com você em seu ambiente de trabalho. Por isso, trabalhar ações em seu estabelecimento para saber identificar qualquer sinal, pode ajudar a salvar muitas vidas.

E se você estiver passando por alguma situação de angústia ou conhece alguém, o Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio. Você pode ligar para o 188, saiba mais clicando aqui!

Agora que já sabemos da importância desta campanha , separamos algumas dicas para ajudar com práticas para o Setembro Amarelo em seu estabelecimento.

Converse sobre o assunto

Sabemos que falar sobre suicídio ainda é algo muito delicado e considerado um tabu.

Por isso, conte com a ajuda de um especialista da área de saúde para promover palestras sobre o assunto. Desta forma, todos os seus colaboradores podem ficar conscientizados sobre o tema e também pode deixar mais confortável para uma pessoa que está passando por isso, conseguir pedir ajuda.

Mas não se preocupe! Não necessariamente precisa de um investimento muito alto. Pode ser um banquinho na área externa, puffs para sala e etc. 

Estimule o ambiente de trabalho saudável

Primeiramente, precisamos entender que trabalhar em um clima hostil pode trazer infelicidade e ainda prejudicar a saúde mental dos profissionais.

Podemos dizer que, a maior parte do nosso dia está associada à vida profissional. Afinal, ficar o tempo todo mal no lugar que está, não é uma opção viável. E é exatamente isso que devemos evitar!

Por isso, separamos um artigo incrível falando sobre 5 dicas para um ambiente de trabalho saudável!

Faça treinamentos com os líderes

Você sabia que os gestores podem ajudar e muito no Setembro Amarelo? Isso mesmo!

Por isso, convoque profissionais da área de saúde para que possam dar treinamentos com os líderes. Desta forma, eles saberão identificar quaisquer comportamentos de desordens mentais e potenciais suicídios. 

Esses sinais devem ser levados muito a sério e podem ser cruciais para salvar vidas. Fique atento!

Seja um apoio

Incentive sempre os seus profissionais a conversarem!

Por isso, reforce que o trabalho pode ser um lugar seguro e que você está disponível para conversar. Você também pode contar com o apoio e técnicas do RH, para que pessoas que estão passando por dificuldades, possam falar sobre o assunto.

Separamos também algumas algumas ações. Por exemplo:

  • Evite pressão no ambiente de trabalho;
  • Fique atento para casos de humilhação;
  • Tenha atenção aos horários de descanso dos profissionais;
  • Priorize as pausas ao longo do dia.

Por fim, esse foi mais um artigo do Trinks que pode te ajudar – e muito!

Portanto, aproveite todas as informações recebidas hoje e comece agora mesmo a aplicá-las em seu negócio. E já sabe que estamos aqui caso você precise, né?

Até a próxima, pessoal!

sobre o autor:

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *