Barba e Bigode

Coronavírus: barba aumenta o risco de contágio?

coronavírus barba

Diante do cenário de pandemia que estamos vivendo, muito tem se discutido acerca dos hábitos de higiene na relação coronavírus x barba

Os homens que costumam cultivar os pelos faciais estão, constantemente, em busca de informações concretas (nada de fake news!) para saber o que fazer e como fazer.

Por isso, devido a toda essa necessidade de esclarecimento, trouxemos este artigo com diversos assuntos referentes à discussão. 

Aproveite a leitura com a gente!

Tirar a barba ajuda na prevenção do coronavírus?

Se a sua dúvida era essa, adiantamos a resposta sem rodeios: sim, ajuda!

Isso porque a barba e o bigode podem reter as gotículas e potencializar o risco de contaminação. 

Além disso, a barba inutiliza o uso das máscaras de proteção, o que é um fator bem determinante, já que é um acessório fundamental nesse período de pandemia (Fonte: IG Mais).

Em entrevista ao G1, o infectologista Felipe Prohaska recomendou que os homens retirem a barba enquanto a pandemia da covid-19 durar.

Em sua fala, ele explica que o problema coronavírus e barba é a proximidade que os pelos faciais têm com a boca e o nariz, que são justamente as áreas de transmissão da doença.

O especialista disse ainda aquela frase que todo mundo já conhece e necessária para o momento: “Melhor prevenir do que remediar”.

Primeiro, o coronavírus fica na barba?

Como dito anteriormente, a barba pode reter as gotículas do ar e, com isso, potencializar o risco de contágio.

Porém, não há afirmações de que a barba possa atrair o coronavírus ou algo do tipo.

Um rosto liso pode ser mais fácil para manter os hábitos de higiene, que são, de fato, os melhores cuidados para impedir a contaminação generalizada do vírus.

Por isso existe a recomendação para raspá-la. Como dito pelo o infectologista, prevenção nunca é demais. 

Se a intenção é somente a busca pela proteção, por que não fazer?

Famosos tiram a barba para se prevenir contra o coronavírus

Toda essa questão sobre a relação entre coronavírus e barba não ficou somente no meio dos anônimos.

A discussão chegou também no mundo dos famosos e, por causa de todas as explicações dos especialistas e dos redobrados cuidados com a higiene, muitos deles optaram por tirar a barba.

Depois disso, eles apareceram “de cara limpa” em suas redes sociais. Alguns ficaram bem diferentes e acabaram gerando comentários dos fãs. 

Olha só alguns dos famosos que tiraram a barba para se prevenir contra o coronavírus:

Bruninho, jogador da Seleção Brasileira de vôlei, tirou a barba por causa do coronavírus.
Bruninho, jogador da Seleção Brasileira de vôlei. (Reprodução/Extra)
Danilo Gentili, apresentador, também fez a barba.
Danilo Gentili, apresentador (Reprodução/Extra)
Felipe Andreolli, jornalista, também mudou o visual.
Felipe Andreolli, jornalista (Reprodução/Extra)
Luan Santana, cantor, raspou a barba por causa do coronavírus.
Luan Santana, cantor (Reprodução/Extra)

Cortar a barba para evitar o vírus é necessário?

“Afinal, devo ou não tirar a barba em tempos de coronavírus?”

Essas são perguntas que muitos ainda têm feito. 

Depois da adesão do rosto liso por anônimos e famosos, a recomendação é: sim, a melhor prevenção é retirar os pelos faciais.

Em uma entrevista ao jornal O Globo, a professora e pesquisadora do Laboratório de Vírus da Universidade Federal de Minas Gerais, Betânia Paiva Drumond, afirma que a medida faz todo sentido e é muito bem-vinda:

— Quem tem barba tem mais áreas de contato para cair ali uma gota de saliva com o vírus. Então, quanto menos pelos no rosto, menos chances de que isso aconteça.

A barba também pode fazer com que os homens levem mais vezes as mãos ao rosto, por costume mesmo.

Esse hábito, por sua vez, é justamente um dos quais os especialistas estão pedindo para evitar.

E por falar em cuidados…. Vamos ver mais sobre isso agora?

Cuidados recomendados contra o coronavírus

Desde o início da pandemia e do isolamento social adotado por quase todo o mundo, a OMS (Organização Mundial de Saúde) tem feito recomendações de bons hábitos de higiene para conter a propagação do vírus.

A essa altura, muito já devem saber quais são essas práticas. 

Porém, voltando sempre a repetir: cuidado nunca é demais.

Sendo assim, vamos relembrar os costumes que você, independentemente do assunto coronavírus e barba, deve continuar mantendo para se proteger.

Lavar as mãos

Lavar bem as mãos é, desde sempre, com pandemia ou não, um ato básico de higiene que jamais deve ser esquecido. 

Entretanto, isso tem sido reforçado muito mais agora por conta da covid-19.

Então, cabe a nós fazer isso a todo momento, principalmente se precisarmos sair de casa para alguma tarefa essencial, como ir ao mercado ou farmácia.

E preste atenção: as mãos não podem ser lavadas de qualquer jeito!

Para estar realmente protegido e fazer uma boa higienização, existe um jeito certo de fazer essa lavagem.

No vídeo abaixo, com o respeitado médico e escritor Drauzio Varella, você pode conferir a forma mais completa (e correta) de fazer a limpeza das mãos.

O uso do álcool gel

A lavagem das mãos é essencial, sempre.

Mas se por acaso, por estar na rua ou no transporte público, por exemplo, você não puder lavá-las, recorrer ao álcool gel é uma boa saída.

Ele vai ajudar a limpar suas mãos e proteger você dos vírus (não só do coronavírus, mas de muitos outros) depois de pegar em roletas, segurar em ferros de transportes, apertar botões de elevador, etc. 

Se for possível, carregue sempre um frasco pequeno com você.

Evitar aglomerações

A recomendação tem sido clara e direta: fique em casa!

Se você está podendo ficar na sua casa, por favor, obedeça isso. É pela sua saúde e pela saúde das pessoas que estão à sua volta.

Não vá para festas, bares ou locais onde tenha aglomeração de pessoas. Evite isso e se cuide!

Uso de máscara

Inicialmente, o uso das máscaras era recomendado apenas para pessoas que apresentavam os sintomas.

Entretanto, com o avanço da doença, o Ministério da Saúde ampliou as indicações e recomendou até mesmo a produção caseira de máscaras (claro, com os devidos cuidados), segundo o site Bem Estar, do G1.

Essa prática, inclusive, preserva o uso das máscaras cirúrgicas apenas para os profissionais da saúde, que precisam mais desses modelos.

Então, caso precise sair, você pode, sim, usar uma máscara caseira para se proteger. 

Caso vá passar muito tempo fora de casa, é necessário levar algumas como reserva, já ela deve ser trocada assim que ficar úmida. 

Você pode ver mais informações sobre o uso e fabricação das máscaras caseiras clicando aqui.

Cuidados com o coronavírus na barbearia

Em alguns lugares, pode ser que esteja suspensa a abertura de estabelecimentos como barbearias e salões de beleza.

É preciso procurar saber sobre essa informação de acordo com a sua região.

Mas, caso você esteja podendo manter sua barbearia funcionando, isso irá requerer alguns cuidados, como:

  • Higienização de pentes e acessórios com álcool;
  • Limpeza das cadeiras e poltronas entre um cliente e outro;
  • Não cumprimentar os clientes com abraços e/ou apertos de mão;
  • Lavar bem as mãos antes e depois de cada atendimento;
  • Utilizar luvas descartáveis e máscara durante os serviços;
  • Se for possível, vacine-se contra a gripe comum.

Percebemos que o assunto coronavírus e barba ainda é bastante discutido por aí. 

Concluímos que a recomendação é retirar a barba. Assim, a garantia de higiene para o homem é muito maior. Não custa nada! 

Logo, logo ela irá crescer de novo e, depois da pandemia, você poderá voltar a cultivar seus pelos faciais com todo cuidado e atenção.

E lembre-se: não adianta tirar a barba se não houver também uma combinação dos outros hábitos de higiene recomendados para este período.

#FiqueEmCasa e se cuide! 

E você, barbeiro que está precisando de uma ajuda na crise, o Trinks, programa de gestão para negócios de beleza, criou ações que podem ser muito úteis! Saiba mais sobre o nosso Movimento Beleza Amiga.

Veja também: Coronavírus (COVID-19): como os salões de beleza podem lidar com o problema

sobre o autor:

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *